Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

13
Nov18

Uma salva de palmas à VIDA

Liliana Silva

IMG_20181027_121154900.jpg

 

Querido Príncipe T 

Vida minha...

Escrevo-te hoje em tom mais triste, com o coração apagado e a alma em alvoroço...

Escrevo-te hoje assim tristemente só e no silêncio da minha cama porque o barulho tornou-se ensurdecedor, a tal ponto de me refugiar debaixo dos lençóis, tapar a cabeça e ficar simplesmente a teclar estas palavras para acalentar a minha revolta. 

Não saberás quem são mas em particular, o mundo hoje perdeu duas pessoas que não cruzaram a nossa vida mas marcaram o meu final de dia de hoje...Charlie e Jorge. Um da tua geração, outro exactamente da minha. Pessoas que não conhecia directamente, pessoas com as quais nunca privamos...mas pessoas com pessoas dentro e ao seu redor.

Sei a dor de perder alguém que faz parte de nós,  infelizmente sei e por isso nunca poderei dizer que passa. Porque nunca passa. Esta dor, esta privação muda a forma como agimos perante os outros e o mundo. Viver o terror faz -nos pensar duas vezes naquilo que realmente importa.  E é aqui que preciso de te relembrar mais uma vez que a vida é para viver intensamente. Não te contentes com o bom, exige sempre o melhor. E isto aplica-se de ti e para ti. Nunca te fiques pelas metades ou pelos meios. Por favor, nunca deixes nada por dizer ou por fazer. Pobres são as pessoas cujo espírito não se abre ao novo, ao imediato, ao desconhecido!

Vais cair muitas vezes, bater com a cabeça outras tantas, magoar-te talvez um pouco mais, mas se aproveitares cada momento que a vida te dá, as feridas vão sarar rapidamente. 

Lembra-te que "A vida não permite ensaios"...não fiques sentado à espera que aconteça. E sobretudo não tenhas medo de expor os teus sentimentos. O mundo estaria bem melhor se soubéssemos tratar as emoções por TU.

Meu pequeno grande amor...nunca é demais relembrar-te que o tempo voa, e com ele vão oportunidades,bens e pessoas que não conseguiremos nunca recuperar.  Quando um dia te lembrares de mim, guarda na tua memória que desde que nasceste que sei o que é viver intensamente cada dia como se fosse o último, porque tenho um medo do caraças que esta nossa magia um dia tenha fim. 

Não deixo nas mãos dos outros aquilo que eu posso fazer para sorrir, para brincar,para gargalhar ou até mesmo para chorar. Sou feita de emoções e é com elas que encaminho a minha passagem por aqui. 

Ao Charlie de 5 anos agradeço a coragem que teve para enfrentar um bicho que não tem fim

Ao Jorge dizer que a luta nunca foi nem nunca é em vão. Os que por cá ficam aprenderam contigo uma grande lição e os obstáculos do futuro serão com toda a certeza encarados com mais garra e determinação, exemplo que lhes deste.

E merda para todos nós, porque é preciso uma qualquer história destas nos bater à porta para percebermos que somos meros habitantes num mundo que não é nosso. Damos tantas vezes as coisas e as pessoas como adquiridas que depois levamos destas bofetadas para todo o sempre. Vamos mas é acordar e ser feliz enquanto é tempo...

 

13
Nov18

Uma salva de palmas à VIDA

Liliana Silva

 

 

IMG_20181027_121154900.jpg

Querido Príncipe T 

Vida minha...

Escrevo-te hoje em tom mais triste, com o coração apagado e a alma em alvoroço...

Escrevo-te hoje assim tristemente só e no silêncio da minha cama porque o barulho tornou-se ensurdecedor, a tal ponto de me refugiar debaixo dos lençóis, tapar a cabeça e ficar simplesmente a teclar estas palavras para acalentar a minha revolta. 

Não saberás quem são mas em particular, o mundo hoje perdeu duas pessoas que não cruzaram a nossa vida mas marcaram o meu final de dia de hoje...Charlie e Jorge. Um da tua geração, outro exactamente da minha. Pessoas que não conhecia directamente, pessoas com as quais nunca privamos...mas pessoas com pessoas dentro e ao seu redor.

Sei a dor de perder alguém que faz parte de nós,  infelizmente sei e por isso nunca poderei dizer que passa. Porque nunca passa. Esta dor, esta privação muda a forma como agimos perante os outros e o mundo. Viver o terror faz -nos pensar duas vezes naquilo que realmente importa.  E é aqui que preciso de te relembrar mais uma vez que a vida é para viver intensamente. Não te contentes com o bom, exige sempre o melhor. E isto aplica-se de ti e para ti. Nunca te fiques pelas metades ou pelos meios. Por favor, nunca deixes nada por dizer ou por fazer. Pobres são as pessoas cujo espírito não se abre ao novo, ao imediato, ao desconhecido!

Vais cair muitas vezes, bater com a cabeça outras tantas, magoar-te talvez um pouco mais, mas se aproveitares cada momento que a vida te dá, as feridas vão sarar rapidamente. 

Lembra-te que "A vida não permite ensaios"...não fiques sentado à espera que aconteça. E sobretudo não tenhas medo de expor os teus sentimentos. O mundo estaria bem melhor se soubéssemos tratar as emoções por TU.

Meu pequeno grande amor...nunca é demais relembrar-te que o tempo voa, e com ele vão oportunidades,bens e pessoas que não conseguiremos nunca recuperar.  Quando um dia te lembrares de mim, guarda na tua memória que desde que nasceste que sei o que é viver intensamente cada dia como se fosse o último, porque tenho um medo do caraças que esta nossa magia um dia tenha fim. 

Não deixo nas mãos dos outros aquilo que eu posso fazer para sorrir, para brincar,para gargalhar ou até mesmo para chorar. Sou feita de emoções e é com elas que encaminho a minha passagem por aqui. 

Ao Charlie de 5 anos agradeço a coragem que teve para enfrentar um bicho que não tem fim

Ao Jorge dizer que a luta nunca foi nem nunca é em vão. Os que por cá ficam aprenderam contigo uma grande lição e os obstáculos do futuro serão com toda a certeza encarados com mais garra e determinação, exemplo que lhes deste.

E merda para todos nós, porque é preciso uma qualquer história destas nos bater à porta para percebermos que somos meros habitantes num mundo que não é nosso. Damos tantas vezes as coisas e as pessoas como adquiridas que depois levamos destas bofetadas para todo o sempre. Vamos mas é acordar e ser feliz enquanto é tempo...

06
Nov18

Na Kidzania a Magia acontece!

Liliana Silva

 

 

kidzania.jpg

 

20181104_111718.jpg

A ideia é simples e está perfeitamente implementada. Uma cidade em ponto pequeno, para gente em ponto pequeno, onde são tratados como gente grande. Assim é na Kidzania Lisboa. Mais do que um parque de diversões, é um parque temático dirigido a famílias com crianças dos 3 aos 15 anos, que lhes permite viver no mundo dos adultos a uma escala real e adequada aos metros de gente que são.

20181104_112233.jpg

 

Contei mais de 60 profissões/actividades diferentes, onde imperam as réplicas dos estabelecimentos e monumentos mais representativos de uma cidade real. Desde o Teatro, à Policia de Segurança Pública, passando pelos bombeios até ao tão afamado banco onde se levanta o dinheiro para dar inicio a uma grande e prolongada aventura. As actividades têm em comum uma componente de entretenimento e educação que lhes permite ensinar as regras e valores da cidadania comum.

Ora entrados naquele espaço de aventura, onde impera a segurança, com a colocação de uma pulseira electronica que está ligada informaticamente à pulseira da criança  a primeira coisa a fazer é ir ao banco adquirir as notas com as quais eles vão pagar e receber. Pagar para por exemplo se irem divertir à discoteca, para comer uma hamburguer ou andar uma volta de carro e receber quando efectuam as suas tarefas com distinção, como foi o caso da patrulha policial, da descoberta do cão salsicha pela personagem do bombeiro ou ainda pelo trabalho de redacção na SIC.

20181104_160923.jpg

 

 

Sim sim, na Kidzandia a moeda, neste caso nota oficial são os Kidzos, com os quais eles vão poder aceder a vários serviços. Para ganhar, e tal como disse, eles têm de trabalhar nas profissoões que mais gostam. Para gastar, uiiii há um leque de locais para a diversão e a boa disposição. 

Mas os pais não ficam de fora! Aos Domingos, os pais podem participar em algumas das atividades disponíveis com os seus filhos. Nesses dias, os estabelecimentos aderentes exibem a respetiva indicação, com uma placa que refere mesmo "Pais bem-vindos" e aqui poderão também vocês, pais, mães, avós ou irmão mais velhos ter outra profissão por um dia  Eu fiz de Polícia e andei a fazer patrulhamento pelas ruas da mini cidade 

PAIS BEM-VINDOS (280x158).jpg

 

Das coisas que mais me chamou a atenção retenho o facto das crianças serem sempre, e quando digo sempre é sempre, tratadas por senhores e senhoras. Em momento algum vi os funcionários dirigirem-se aos miúdos por "tu", foi sempre por "o senhor" e isso dá imensa graça e adensa a importância que eles tomam naqueles instantes. 

Outra característica engraçada é a apresentação dos miúdos aos colaboradores de cada local. Assim  que chegam a cada edifcio para desempenhar a sua função os "senhores e senhoras" dizem "KAI" com dois dedos da mão direita sobre o ombro, uma espécie de código que os identifica, e Z-U para se despedirem de cada colaborador e espaço 

À entrada está o sempre afamado autocarro turístico que nos guia pelas ruas da cidade e que estão devidamente identificadas com placas. Retenho na mente a "Rua dos Direitos das Crianças" pelo seu simbolismo e expressão. 

Uma dica, os miúdos podem comer "sem pagar", ou melhor dizendo sem gastar os Euros reais, se forem eles a trabalhar para isso, ou seja o pequeno príncipe T esteve integrado na actividade do espaço da macdonads que os ensina a preparar uma hamburguer, que depois podem levar e comer. O mesmo se passa com as pizzas (aproveitem e deliciem-se...).

20181104_140711.jpg

 

O espaço alberga um pequeno snak-bar com menus diários e preços que rondam os 7.50€ com sopa, prato principal+bebida e o valor diminui para os menus infantis. Optámos por comer umas fatias de pizza e o miúdo lá se ficou com a refeição que ele próprio preparou, estava todo orgulhoso.

Com tudo isto, o pequeno príncipe T conseguiu ser num dia Polícia, Bombeiro, Músico com direito a arruada pelas ruas da cidade, tirou a carta de condução, esteve nos estúdios da SIC onde observou o trabalho da régie, entrou numa discoteca pela primeira vez, trabalhou no Macdonalds, esteve aos comandos de um avião da TAP e conduziu um carro a alta velocidade com direito a "gasolina" e tudo.

20181104_123152.jpg

 

20181104_132100.jpg

 

20181104_152315.jpg

 

20181104_163233.jpg

 

 

 À saída há uma pequena loja de recordações, que também poderá servir logo na entrada, uma vez que tem várias utilitários onde os miúdos podem por exemplo guardar as notas que vão recebendo dos seus trabalhos.

A Kidzania coloca também ao serviço dos mais pequenos as festas de aniversário (e dei conta de pelos menos 4 naquele dia) onde os grupos de amigos interagem em conjunto nas actividades e podem optar pelo almoço ou lanche com direito a bolo de anos.

 

Nota informativa: apesar do miúdo ter gostado imenso e se ter divertido à brava, fiquei com a sensação que houve coisas que por ainda não saber ler, não conseguiu experimentar, daí querer lá voltar daqui a um ano. Já para não falar que houve muitas actividades, que por falta de tempo, ficaram por fazer, daí ser um destino de eleição no que toca a novas visitas de parques temáticos. Sem dúvida um local a não perder. 

 

Deixo-vos com mais alguns momentos do nosso pequeno grande homem na entrada para o avião, na discoteca e na casa dos Ritmos (tudo coisas que ele não gosta...ahahah...mentirinha ).

20181104_120102.jpg

 

20181104_143219.jpg

 

20181104_153426.jpg

 

 

Informações Gerais:

PREÇO

  • 3 e 4 anos - 14 €
  • 5 a 15 anos - 22€
  • + 16 anos - 10€
  • > 65 - 8€

HORÁRIO

MORADA E CONTACTOS

  • Dolce Vita TEjo - loja 1054 . Avenida Cruzeiro Seixas, n.7 | 2650-504 Amadora
  • +351 21 154 55 30 | info@kidzania.pt

 

03
Nov18

A Magia dos dias bons...

Liliana Silva

smile.jpg

Foram dois dias alucinantes...

Andámos à roda deste fim-de-semana poucos dias antes de sabermos o que realmente nos estava destinado. E soube-me a batatas fritas com gelado (para mim iguaria dos deuses )

Não saímos muito devido aos compromissos profissionais do marido colorido e confesso que isso choca um pouco contra a minha enorme vontade de conhecer os recantos deste nosso país à beira mar plantado. Mas a verdade é que a vida segue assim e nós só temos de saber dar a volta e contornar a rotunda, saindo na primeira saída sempre que possível. E foi isso mesmo que fizemos.

Isto não estava na agenda,isto não estava programado, isto não estava nos nossos planos, mas quando falamos de sonhos a coisa fala ao coração e movemos montanhas, sobretudo por um filho.

E eu gosto tanto destas saídas assim...sem previsões, sem planos, sem marcações...creio eu que correm sempre melhor quando não colocamos demasiadas expectativas nas coisas. Acho eu que, o menos é sempre mais e quanto menos usarmos o megafone para dar conta da nossa vida estamos a proteger um pouco o nosso objectivo principal...SERMOS FELIZES.

Passei o Verão todo a desejar visitar o tão afamado parque Jurássico, o enigmático parque dos Dinossauros...

 

44956651_286867858831495_753335949458407424_n.jpg

 

Ora saímos de casa e onde vamos parar?! Rodeados de criaturas grandes e cheias de histórias para nos contar. Mas disso falarei mais em pormenor num outro post, digno de registo único, tal é a dimensão deste grande parque que conta com cerca de 120 modelos de dinossauros e outros animais à escala real. O pequeno príncipe T sabia apenas que íamos dar um passeio até Lisboa, íamos visitar a família e só isso já era motivo de excitação para ele. Quando percebeu onde estava os olhos dele brilharam e só sabia agradecer o facto de o termos levado ali.

Ele que estava "limitado" por uma reacção alérgica que fez à picada de um bicharoco uns dias antes, delirou, correu, tirou fotografias, rabujou porque a mamã é viciada em fotos, riu e foi livre durante aquelas horas que por ali andámos.

Visita feita e terminada foi hora de nos fazermos novamente à estrada. E que estrada...Apanhamos grande parte do percurso junto à costa e digo-vos que tenho plena noção que ver um por do sol na praia é sem dúvida uma experiência única e deslumbrante. Parámos para sentir a areia em pleno Outono, para ver as ondas agitadas de um dia solarengo, para respirar aquele ar que só o mar nos consegue oferecer, para olhar o horizonte e simplesmente esvaziar a mente...epah foi mágico para mim. Daquelas sensações que não me importava de repetir vezes sem conta.

 

44953710_322807111895627_2708556911166357504_n.jpg

 

E no dia seguinte as emoções estavam ao rubro. O Tiago ía realizar um sonho. Pouco sabia do assunto, não queríamos que levasse no coração o nervosismo e o extâse daquele momento. Queríamos mesmo que usufruisse daqueles instantes genuinamente, como só ele sabe ser. Queríamos sobretudo que se pudesse divertir numa coisa que ele gosta de fazer, que é cantar e que fosse feliz com o amiguinho de sempre, o PANDA. Teremos muito para contar também sobre esta aventura, mas mais uma vez é digno que fique registado num outro post, porque vos digo que foi MÁGICO.

44974750_1098256147010096_464479899650883584_n.jpg

 

Depois de tanta coisa, trouxe o meu coração carregado de boas energias e a mente organizada para mais uma época(outono/inverno ). Depois destes dois dias, voltei com a certeza que estes "imprevistos" nos fazem crer que a vida ainda tem tanto para nos dar. Olhando para trás, regressei convicta que existo para os ver felizes, ou melhor para sermos felizes com o pouco que conseguimos transformar em tanto.

Confesso que estas saídas me fortalecem e me fazem acreditar que posso ser mais e melhor.

Obrigada marido colorido por me ajudares a colocar em prática as minhas aventuras sem igual. Acredito que não somos diferentes...somos apenas especiais.

 

30
Out18

A Magia dos dias bons...

Liliana Silva

240_F_192573053_xtOTIrq7Zd8a5mM8XoMzZlWDFyeBDpH1.j

Foram dois dias alucinantes...

Andámos à roda deste fim-de-semana poucos dias antes de sabermos o que realmente nos estava destinado. E soube-me a batatas fritas com gelado (para mim iguaria dos deuses )

Não saímos muito devido aos compromissos profissionais do marido colorido e confesso que isso choca um pouco contra a minha enorme vontade de conhecer os recantos deste nosso país à beira mar plantado. Mas a verdade é que a vida segue assim e nós só temos de saber dar a volta e contornar a rotunda, saindo na primeira saída sempre que possível. E foi isso mesmo que fizemos.

Isto não estava na agenda,isto não estava programado, isto não estava nos nossos planos, mas quando falamos de sonhos a coisa fala ao coração e movemos montanhas, sobretudo por um filho.

E eu gosto tanto destas saídas assim...sem previsões, sem planos, sem marcações...creio eu que correm sempre melhor quando não colocamos demasiadas expectativas nas coisas. Acho eu que, o menos é sempre mais e quanto menos usarmos o megafone para dar conta da nossa vida estamos a proteger um pouco o nosso objectivo principal...SERMOS FELIZES.

Passei o Verão todo a desejar visitar o tão afamado parque Jurássico, o enigmático parque dos Dinossauros...

 

44956651_286867858831495_753335949458407424_n.jpg

 

Ora saímos de casa e onde vamos parar?! Rodeados de criaturas grandes e cheias de histórias para nos contar. Mas disso falarei mais em pormenor num outro post, digno de registo único, tal é a dimensão deste grande parque que conta com cerca de 120 modelos de dinossauros e outros animais à escala real. O pequeno príncipe T sabia apenas que íamos dar um passeio até Lisboa, íamos visitar a família e só isso já era motivo de excitação para ele. Quando percebeu onde estava os olhos dele brilharam e só sabia agradecer o facto de o termos levado ali.

Ele que estava "limitado" por uma reacção alérgica que fez à picada de um bicharoco uns dias antes, delirou, correu, tirou fotografias, rabujou porque a mamã é viciada em fotos, riu e foi livre durante aquelas horas que por ali andámos.

Visita feita e terminada foi hora de nos fazermos novamente à estrada. E que estrada...Apanhamos grande parte do percurso junto à costa e digo-vos que tenho plena noção que ver um por do sol na praia é sem dúvida uma experiência única e deslumbrante. Parámos para sentir a areia em pleno Outono, para ver as ondas agitadas de um dia solarengo, para respirar aquele ar que só o mar nos consegue oferecer, para olhar o horizonte e simplesmente esvaziar a mente...epah foi mágico para mim. Daquelas sensações que não me importava de repetir vezes sem conta.

 

44953710_322807111895627_2708556911166357504_n.jpg

 

E no dia seguinte as emoções estavam ao rubro. O Tiago ía realizar um sonho. Pouco sabia do assunto, não queríamos que levasse no coração o nervosismo e o extâse daquele momento. Queríamos mesmo que usufruisse daqueles instantes genuinamente, como só ele sabe ser. Queríamos sobretudo que se pudesse divertir numa coisa que ele gosta de fazer, que é cantar e que fosse feliz com o amiguinho de sempre, o PANDA. Teremos muito para contar também sobre esta aventura, mas mais uma vez é digno que fique registado num outro post, porque vos digo que foi MÁGICO.

44974750_1098256147010096_464479899650883584_n.jpg

 

Depois de tanta coisa, trouxe o meu coração carregado de boas energias e a mente organizada para mais uma época(outono/inverno ). Depois destes dois dias, voltei com a certeza que estes "imprevistos" nos fazem crer que a vida ainda tem tanto para nos dar. Olhando para trás, regressei convicta que existo para os ver felizes, ou melhor para sermos felizes com o pouco que conseguimos transformar em tanto.

Confesso que estas saídas me fortalecem e me fazem acreditar que posso ser mais e melhor.

Obrigada marido colorido por me ajudares a colocar em prática as minhas aventuras sem igual. Acredito que não somos diferentes...somos apenas especiais.

 

22
Out18

Perdi-lhe o primeiro dente

Liliana Silva

IMG_20181022_085154603.jpg

Tinha tudo para ter terminado da melhor forma. Este fim de semana foi cheio e rico em actividades novas e grandes surpresas. E era sobre isto que deveria estar a escrever...só que NÃO!!

E não porque aqui a burra e estúpida da mãe que quer primar sempre pelos sentimentos, fez mer...!!! da grossa e terminamos a noite num grande alvoroço...chorou ele, chorei eu e pusemos o engenheiro da casa de cu pro ar a abrir o cifão da wc...

Vocês não estão a perceber nada e eu com tantas lágrimas que me correm pelo rosto não consigo explicar melhor...

Andámos semanas à espera disto...os últimos dias então era um alvoroço sempre que mastigava ou tinha de lavar os dentes...o primeiro dente de leite estava por horas...e não o vi nem cinco segundos 😣

Com o lavar dos dentes desta noite, e dado que o dente estava preso por um bocadinho, fiz um pouco mais de força ao esfregar...e lá saiu o "maldito"...

Fechou a boca e disse "mamã já está", meteu a mão a boca e de la saiu aquele "ratito". Gritamos e fizemos uma grande festa que durou como já referi uns cinco segundos...

Aqui a mãe deveras imperfeita, por achar que deveria limpar o dente, abriu a torneira da água...a pressão com que saiu a água foi tanta que o dente esvoaçou pelo cano abaixo sem a mínima hipótese de o recuperar. Depois de se ter apercebido, culpou-me,chorou,gritou, chegou até a por as mãos ao alto como se estivesse a rezar e a pedir um milagre...

Não foi uma cena digna de se ver...ele chorou por quase uma hora e eu choro agora cada vez que me lembro a burra que fui. Estava tão envolta naquele entusiasmo que perdi o dente do meu filho...o primeiro!!!! Eu que sou tanto de recordações também materiais e físicas perdi esta recordação e ficarei para sempre com este peso na consciência...

E agora dizem vocês..."é só um dente mulher, não achas que estás a exagerar?!" 

Acho que não, porque fui eu que o perdi!! Sou eu que vou carregar essa recordação na minha mente e pior que tudo foi ver a tristeza profunda em que ficou.

Continuo de lágrimas na cara sem me conseguir controlar...e a única coisa que posso fazer é ouvir "foi por tua causa" e tentar fazer melhor da próxima vez...se não inventar muito talvez a coisa funcione melhor!

Até lá, e cada vez que me lembro da cena quase como em Câmara lenta só me apetece agrider-me com tamanha idiotice e estupidez.

Perdoa-me por favor...

17
Out18

O primeiro mês - 5 reflexões a reter

Liliana Silva

20180924_211350.jpg

Passou um mês, 17 de Setembro de 2018 - 17 de Outubro de 2018

Um mês em que começaste mais uma etapa da tua ainda curta existência, mas uma etapa onde as responsabilidades já começam a crescer, onde o rigor tem de começar a aparecer, onde a seriedade assume um papel mais importante nesta tua caminhada.

Muitas foram as vozes de discórdia. Houve quem se mantivesse calado enquanto dava a minha opinião, outras que nem opinião conseguiam formar sobre o assunto.

Muitas foram as vezes que afirmei a pés juntos que se o meu filho fosse "aluno de matrícula condicionada" não o inscreveria na primária e deixaria que ele brincasse verdadeiramente por mais um ano. Com tudo o que isso implicasse. Mesmo sabendo que é uma criança inteligente, tendo a certeza que é um menino dedicado e meigo, sabendo de antemão que com o tempo iria ter as ferramentas necessárias para se fazer à vida escolar. Com tudo isto e muito mais sou eu que verdadeiramente o conheço. Sou eu que verdadeiramente sei que brinca muito, mas poderia brincar ainda mais...porque meus caros, brincar nunca é em demasia e tomara muita gente grande saber brincar com os seus filhos, e esta coisa do mundo estava bastante diferente.

Posto isto e depois de um mês de integração na nova escola reitero por completo a ideia que tinha. E desengane-se quem acha que não se adaptou, que correu tudo mal, que não é bem comportado ou que não sabe estar quieto...sabe sim, está sim e é sim...

Ele tem seis anos, feitos à pouco mais de um mês e como qualquer outro menino não está pronto para ficar fechado numa sala. Ele é igual a todos os outros, nem menos nem mais. Vai habituar-se a isto, vai sim senhora. Vai ter de estar quieto e calado, vai pois...eu é que apenas gostaria de ter guardado isto por mais um ano. É a minha humilde opinião e a visita ao jardim de infância que já me pediu para fazer confirmou toda esta lenga-lenga.

Mas se ele tem de começar a cumprir obrigações e a saber estar, eu estarei cá para o ajudar em tudo, sem nunca lhe demonstrar que ele tem toda a razão quando, no segundo ou terceiro dia de aulas, se queixou de ter de estar tanto tempo sentado.

Assim à primeira vista retenho 5 coisas que aconteceram.  5 factos que quero que saibas:

1. Não consegui ir deixar-te à escola no teu primeiro dia de aulas. Levantei-me de madrugada e fiz-me à estrada em busca de outras notícias. Isto de ser mãe, mas também ser filha tem que se lhe diga e há decisões importantes a tomar. Eu deixei-te bem entregue e vim com o coração mais descansado também.

2. Decidimos ir "espreitar-te" à escola no intervalo do almoço. "Xiiiii que grande erro", " Vê-se mesmo que são pais de primeira viagem", "Ele vai ficar mal habituado", "Assim não o deixam crescer"...o raio que parta tudo isto, para não dizer uma asneira maior. Sabem uma coisa excelências?! E que tal se ouvissem mais o vosso coração? E se fizessem mais vezes aquilo que realmente acham que devem fazer, quanto mais não seja por impulso? E se cumprissem aquilo que prometem? É apenas isto que estamos a fazer. Seguimos o nosso coração e se eu prometo ao meu filho que o vou ver ao almoço, EU VOU e não são as vozes alheias que me demovem. Ainda que aceite os vossos conselhos, tenho o direito de não os por em prática. Lamento se me acham uma mãe galinha, uma mãe com medo, uma mãe que não está segura de si. Eu própria me questiono "milhentas" vezes se o que estamos a fazer está certo. Eu própria me interrogo se não estarei a cair em desgraça com estas coisas, mas caramba deixem-me cair se tiver que ser, deixem-me bater com a cabeça caso não haja desvio possível. Eu nasci e cresci em ambiente de sentimentos. Sou feita de sentimentos e tento que o meu filho assim seja. Se estarei certa, se faço bem...o tempo encarregar-se-á de mo dizer. Enquanto achar que lhe "devo" uma visita, assim o farei. Se ele fica mais ou menos "preso" a mim, isso já é outra história. Amor não significa dependência e isso eu sei separar bem e ele graças a deus também 

3. A coisa começou muito bem, mas houve dias em que não ficaste assim tão satisfeito quando te deixei(normal nos primeiros dias). Confesso que não foi fácil para mim deixar-te assim. E se muitos argumentos poderiam ser utilizados, não há nada de grave neles. A única coisa que te queixas é de saudades. Ohhh rico filho nunca me irei separar de ti e espero que percebas isso em breve, porque deixar-te naquele estado deixa-me completamente perdida logo pela manhã, quase como se me tivessem dado uma sova, daquelas fortes, que não apetece levantar a cabeça.

4. Voltámos às noites mal dormidas. A hora de deitar voltou a ser um sacrifício. A tua ansiedade é visivel assim que viro costas do quarto. Decido voltar e acomodar-me a ti. Se é a única forma de te sentires seguro para dormir, assim o farei até que estejas verdadeiramente pronto. 

5. Uma cena que me "marcou" e que vinca sem dúvida o vosso companheirismo, foi quando uma das amiguinhas caiu e se magoou. De imediato vejo um sem número de outros meninos a rodeá-la com uma garrafa de água e lenços de papel. Enquanto um abria a garrafa, outra tirava o lenço, outro sentou a amiguinha e outro ainda segurava na perna para que a primeira conseguisse passar com o lenço embebido em água e apaziguar um leve dor. Se retiveres esta imagem serás com certeza um homem de valor.  

 

Como vêm não é tudo um mar de rosas e algumas adaptações são mais dificeis que outras. Não está tudo mal, mas há coisas que vão ainda melhorar. Não te vou sacrificar ainda mais quando já tens esta mudança para reagir. Eu vou estar aqui para que este percurso entre no teu caminho com a maior facilidade possível.

Se estou errada, se estou a proceder mal...eu sou só Mãe. Aquela que dá o melhor que trago cá dentro por ti e pelo teu bem-estar. 

 

09
Out18

Expectativa vs Realidade

Liliana Silva

 

d0356267-2ffc-42ac-aed0-bf8bf4cb4176.jpg

Hoje comentaram comigo que até já tens uma boa letra...em duas páginas que folheou a dita pessoa deu a sua opiniao sobre a tua caligrafia...

Uma caligrafia mínima, de duas semanas de escola, de duas semanas de início de aprendizagem...enchi-me de orgulho e fiquei a dar pulos de alegria interiores por acharem aquilo. 

Realmente é importante para mim saber que estás no bom caminho, que te esforças e que dás o teu melhor em tão pouco tempo.

E estava eu nisto quando um click maior ecoou na minha cabeça e me saiu do coração uma questão...e onde ficam as emoções e os sentimentos no meio disto Tudo? Estás a despejar o essencial para aprender o importante?? 

Estarei aqui sempre para te ver crescer a dares o teu melhor. Não preciso que sejas o melhor, preciso que te saibas esforçar, que lutes pelos teus objectivos e que nunca percas de vista a luz ao fundo do túnel. 

Mas sabes...podes às vezes esquecer as fórmulas matemáticas ou até como se conjugam os verbos no pretérito mais que perfeito, mas peço -te que nunca te esqueças do que é o amor verdadeiro! Nunca te esqueças do que é sorrir com vontade! Nunca te esqueças de sentir as emoções! Não deixes de te arrepiar quando os gestos forem nobres! Não deixes de ir beber um copo com os amigos que há muito não vês! 

A essência da vida é ISTO...O AMOR E AS EMOÇÕES.  

Quando ler o teu currículo, é ISTO que quero que as pessoas saibam que tu és!! Um SER HUMANO vivo e cheio de sonhos. Porque por muita bagagem matemática e literária que tragas no conhecimento, nada te valerá se não tiveres um bom coração. Serás tão ou mais inteligente sempre que conseguires fazer equações com a razão e a emoção. E é aqui que TU farás toda a diferença.

01
Out18

OUTUBRO ROSA

Liliana Silva

42800803_1951121628268505_1339971835768340480_o.jp

 

Caem as folhas, os ouriços e as pinhas

Dizemos olá ao Outono e às brincadeiras do dia de Hallowen.

Fazemos contagem decrescente para o NATAL e entramos no último trimestre do ano

Outubro...o mês grande, das noites maiores e dos dias mais pequenos.

Outubro...o mês da reivenção e da conscencialização.

Outubro... o mês Rosa por excelência. O mês de relembrar a luta e de fazer crescer os sonhos. O mês de trazer no peito a esperança e a coragem de seguir em frente.

Porque até as mais belas árvores se despem para dar lugar à mais bonita ramagem, que todos sejamos capazes de enfrentar as perdas das nossas vidas com a certeza de que sairemos vitoriosos das nossas batalhas.

Para Outubro quero pisar as folhas castanhas no chão e sentir o estilhaçar das mesmas, sinal de alerta, sinal de que estou viva e continuo a caminhada da perseverança.

Em Outubro quero sentir o vento na cara, quero brincar nos remoinhos de folhas, quero correr no meio delas. E vou buscar o teu papagaio, vamos fazê-lo voar e vamos sorrir muito e relembrar que ser criança é um estado de espírito e não uma questão de idade.

Outubro traz a beleza dos amarelos e dos castanhos. Traz a brisa das reviravoltas. Transporta contigo a força que necessitamos para fazer a transição do Verão e do calor para o arrepio na pele.

Que Outubro nos ensine a não perder a fé nem os grandes motivos para sorrir e que nos lembre sempre aqueles que ao lutar perderam a batalha mas nunca a guerra entre ser feliz ou dar-mo-nos por vencidos.

#outubrorosa

#mesdeprevencao

#cancrodamama

#folhasacair

 

A ilustração é da autoria de  https://www.facebook.com/Martisses-ilustra%C3%A7%C3%A3o-127691100611576/ uma página repleta de imagens lindas e sempre apropriadas a cada dia especial. Aconselho a visitarem e a colocar o vosso like caso ainda não o tenham feito. Não se vão arrepender 

24
Set18

A Festa dos 6

Liliana Silva

IMG_20180909_151736607.jpg

 

Quem disse que o tema da Masha e o Urso é só para meninas?! EU

Quem tentou demover o miúdo deste tema? EU

Quem lhe perguntou mais do que uma vez se tinha certeza do tema? EU

Quem lhe mostrou tantos outros bonecos que aparecem no canal panda? EU

Culpada...sim eu...tudo eu...mas o mini cá de casa não arredou pé e foi certeiro. O tema deste ano era a Masha e o Urso. Acreditem ou não mas já desde o ano passado que ele tinha esta fisgada. No final da noite da festa do ano passado ele disse a boa voz que o tema da próxima festa seria a menina e o urso e eu pensei, "até lá muda de ideias de certeza"...pimba, é que nem tive hipóteses.

Ora posto isto, o que poderia eu fazer? Pesquisar!! Muita procura, muitos sites, muito pinterest, muitos blogues...

Raça da miúda loira que aparece mais em festas para meninas do que para meninos e eu estive quase a dar em doida.

Pesca daqui e repesca dali, fui apanhando algumas ideias e juntando o cenário que me parecia mais apropriado ao meu "baby boy" que de baby já não tem nada 

A ideia era criar o mini jardim do urso. Para isso andei às pinhas e aos paus. Roubei a um dos avós um bocado de relva artificial e ao outro a trabalheira de me cortar um tronco às rodelas. O regador que o pequeno quis à algum tempo atrás deu um jeitaço do caraças e a planta artificial do IKEA que anda lá por casa também serviu para o efeito. Até a Avó "ESTRELA" contribuiu sem estar presente fisicamente e trouxemos o mini carrinho de mão, que pintei em cinco minutos. Depois dos adereços, o folego do papá para os balões e voilá, aquilo começou a tomar forma.

20180909_151354.jpg

 

O bolo ficou a meu cargo, Migalhas com Amor, e se inicialmente quis mandar vir os bonecos dos EUA, por fim tive de me reiventar e criar a masha e o urso o melhor que soube. Ora esta série de bonecos não é nada se não for retratada a casa do urso e como tal o bolo tinha de ter o espaço destes dois amigos.

20180909_151406.jpg

 

Confesso que me deu um gozo tremendo, e mais ainda uma trabalheira descomunal. Isto de vir de férias à sexta e ter apenas o sábado para orientar tudo não é para todos. Mas sou exigente, e no que toca aos anos dele, gosto sempre de primar pelo bom gosto. A moldura, os bonecos 2D, as placas, a t'shirt, os rótulos das garrafas e os toppers dos cupcakes da simply sugar foram 100%handmade dos papás   e que orgulho tenho nisso 

20180909_151425.jpg

 

20180909_151443.jpg

 

IMG_20180909_151809075.jpg

 

IMG_20180909_151832390.jpg

 

IMG_20180909_151851409.jpg

 

20180913_131327.jpg

 

IMG_20180913_131513328.jpg

 

 

A completar tudo isto tivemos o insúflavel da #Izifun e a talentosa Susana das #FestasdaSu para fazer as pinturas nas carinhas larocas do grupo de amigos.

 

IMG_20180909_173506121.jpg

 

 Nunca nada é perfeito e alguma coisa deverá ter ficado para trás. No peito gosto de guardar boas recordações e sobretudo o sentimento de dever cumprido...e aqui está, é tudo isso que guardo na minha caixinha de memórias. Obrigada a todos os que estiveram presentes e a todos os que fazem do mundo do pequeno príncipe T um mundo melhor 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D