Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Piodão: a aldeia azul

27.03.19 | Liliana Silva
 

IMG_0951.JPG

Ainda meio contagiados pelo dia do Pai e o aniversário do Engenheiro da casa, ou mais conhecido por marido colorido, este fim de semana fomos usufruir da prenda que oferecemos ao homem do nosso T3. Tempo de qualidade em família, sem pressas nem pressões de relógios ou telefonemas de trabalho.

Confesso-vos que não tinha criado qualquer tipo de expectativa. O local seria novo, íamos ao desconhecido e apenas com a certeza de que estaríamos juntos e animados. Assim só para vos abrir o apetite digo-vos que não nos arrependemos de nada e que quero cada vez mais tirar estes dias para carregar baterias, sair da zona de sempre e sobretudo sentir que somos mesmo felizes neste tempo em família.

Mala feita, silêncio até não poder mais (sim porque isto de ter um mini que não dorme quando tem alguma coisa nova no dia seguinte, faz-nos guardar segredo até à hora da partida )

Sábado acordamos ao sabor das horas, sem despertadores, sem pressas mas com destino traçado fizemo-nos à estrada com a certeza que carregávamos a aventura nos bolsos.

Piodão foi a zona escolhida. Há muito que a curiosidade pela aldeia das portas e janelas azuis andava aguçada por estes lados e como tal, tiro certeiro. Classificada como Aldeia histórica  e de interesse público, a aldeia tem um traçado e uma disposição típica de aldeia de montanha. As casas, construídas pelo que a serra oferece, revestem-se de Xisto e Madeira. O azul é a cor predominante em portas e janelas mas ainda não tem explicação para tal facto.

Um local encantador, com praia fluvial e museu. A igreja Matriz faz o contraste com os tons da restante aldeia, pela sua brancura e imponência no cimo de uma escadaria.

Agora deixo-vos com as imagens (algumas das cerca de 400 que tirei) para que possam apreciar um pouco deste lugar fantástico e muito acolhedor. Escusado será dizer que o mini adorou esta "expedição", correu, saltou, subiu e desceu escadas e trilhos como um verdadeiro homenzinho e quando lhe perguntávamos se estava cansado ele só dizia "obrigada por me terem trazido aqui", e só por isto, as escapadas em família devem ser obrigação num qualquer seio familiar (pelo menos façam o esforço )

IMG_0861.JPG

IMG_0885.JPG

IMG_0869.JPG

 

IMG_0967.JPG

IMG_1133.JPG

IMG_1173.JPG

IMG_1011.JPG

IMG_1057.JPG

Onde comer: no largo de Piodão encontra-se o típico artesanato com todo o tipo de artigos como é o caso das casinhas feitas de xisto para colocar no frigorifico, os licores, queijos e até broas de batata e abóbora. Logo aí podemos encontrar o Solar dos Pachecos, Delícias do Piodão ou ainda o Restaurante Fontinha já mesmo numa das transversais daquele labirinto de xisto que nos rodeia a cada casa que passamos.

Onde dormir: ficamos alojados no INATEL de Piodão. Um hotel com classificação de 4*, muito acolhedor, ambiente familiar e comida muito boa. Tivemos direito a usufruir da piscina interior aquecida e onde o mini andou quase 2horas sem sair da água. As vistas sobre Piodão são fantásticas dado que a Unidade Hoteleira fica no cimo e oposto ao amontoado de casas que fazem parecer um presépio.

O que visitar: A não perder a Mata da Maragaça, classificada como reserva biogenética, onde entramos num verdadeiro oásis verde. A Fraga da Pena, um verdadeiro paraíso escondido, com quedas de água a perder de vista, locais onde em tempo mais quente podemos tomar banho com as cascatas mesmo atrás. Foz D'Égua é um sítio retirado de um verdadeiro jogo de consola, onde podemos ver pontes de pedra maciça, pontes suspensas de cordas, casas escondidas pelas árvores e um cume pronto a atingir com a surpresa de um pequeno "santuário" agradecendo à santa a protecção daquele lugar mágico.

Outros dos locais também igualmente falados e bonitos Benfeita, Coja, Avô, Barril do Alva, Ponte das três Entradas. A mais valia disto tudo é que é tudo relativamente próximo uns dos outros, o que nos faz andar sempre a parar o carro, a sair, caminhar e descobrir

Conselhos práticos: roupa desportiva e sapatilhas adequadas a trilhos e têm com certeza um programa de fim de semana perfeito. Ahhhh e não se esqueçam nunca, máquina fotográfica ao peito porque aquele "azul" é qualquer coisa de fantástico 

Ao pai do Tiago

19.03.19 | Liliana Silva

 

IMG_20170616_164023972.jpg

 

O Tiago escreve ao pai que é preciso saber parar neste mundo tão agitado...

O Tiago escreve ao pai que as construções nesta areia são mais divertidas do que os muros que ele muitas vezes tem de construir

O Tiago escreve ao pai que as brincadeiras no chão da sala lhe podem roubar 10minutos de trabalho mas em compensação ganha gargalhadas sem igual 

O Tiago escreve ao pai que é muito importante o conforto físico e material, que nada nos falte mas que o mais importante que lhe dá é sempre aquele abraço apertado no momento certo

O Tiago escreve ao pai que a história do final do dia pode já ter sido repetida umas centenas de vezes, mas o mais importante não é o conto e sim aquele bocadinho em que se consegue parar a correria do dia 

O Tiago escreve ao pai que por muito que batalhe por condições melhores a única batalha que ele deve vencer é a do amor e da presença.

O Tiago tem um pai "engenheiro" que tem dado luta para vencer neste mundo competitivo de relações e de concorrências. O Tiago tem um pai que carrega nos ombros o peso de que nada lhe falte. O Tiago tem um pai que precisa aprender que tão importante são os bons exemplos como as boas práticas. E neste mundo agitado, de correrias desenfreadas e lutas desmedidas o Tiago tem um pai que dá todos os dias o litro para melhorar a presença e continuar a luta da sobrevivência e da Vitória pessoal e familiar.

Obrigada pai do Tiago...aca marido colorido...aca engenheiro da casa...obrigada por seres o ser humano dedicado, carinhoso e amigo que tens construído no teu interior. 

 

Ao Amor

18.03.19 | Liliana Silva

IMG_20190315_132239009.jpg

🎉 AO AMOR 🎉

Quando me dizem que dependes de mim
Eu aceno com a cabeça mas sei que sou eu que dependo de ti

Quando me dizem que sou eu quem dou os maiores abraços
Concordo mas sei que os abraços mais profundos e verdadeiros são sempre os teus

Quando me dizem que sou eu que te protejo
Eu digo que sim mas sei, cá no fundo do meu ser que és tu que todos os dias me amparas as quedas

Quando me dizem que sou eu que te alimento, te cuido e te faço sorrir
Eu aceito mas sei que és tu que das de comer à minha alma e força às minhas acções enquanto mãe e mulher

Quando me dizem que sou eu que te acompanho a todos os lados, que faço contigo mil e uma actividades, que agarramos em tudo
Eu sei que sim, mas estando certa que se assim não fosse esta minha vida não teria o mesmo significado.

Dizem que um bebé depende da sua mãe para sobreviver
Dizem que uma criança precisa de carinho para crescer
Dizem que um adolescente precisa de valores para se tornar um adulto melhor

Concordando com tudo sei que...uma mãe quando tem um filho depende,precisa e cresce conjuntamente com ele/a.

Como costumo dizer temos uma linha invisível que liga os nossos corações

O dia do Pai...é o dia de anos do Pai!

12.03.19 | Liliana Silva

 

IMG_20160515_153443829.jpg

 

Não acho lá muito agradável sobrepor datas, comemorar acontecimentos no mesmo dia é uma seca  mas calhou-nos que isso acontecesse com o meu querido marido colorido, pai do pequeno príncipe T. Logo havia ele de se lembrar de nascer a 19 de Março, o vulgo dia do Pai. 

O dia a dobrar dificulta-nos sempre as escolhas porque não nos ficamos só pela lembrança do Dia do Pai. Temos de organizar festa e jantar, escolher prenda, fazer bolo, etc, etc, etc...uma canseira , daquelas que eu até gosto, ou não fosse eu uma grande "inventora" e tivesse ao meu lado um mini que adoraaaaaa novas brincadeiras e diversão total.

Há dois anos que o ritual de acordar é sempre o mesmo. Cantamos os parabéns com um queque e pomos o Engenheiro da casa à procura de pistas para encontrar a prenda do dia do pai. Fazemos uns envelopes com frases divertidas, cada um vai dar a outro e no final está o miminho à espera...será que este ano fazemos o mesmo? É divertido fazer esta "caça" logo pela manhã porque o mini fica logo desperto e o pai todo entusiasmado com este carinho matinal, dado que aqui a Je por norma não acorda lá muito bem disposta 

Ora bem, mas voltando ao dia P, por aqui já temos o miminho do Dia do Pai pensado, o bolo imaginado, e a prenda de aniversário bem escondidinha (chiuuuuu, nem o miúdo sabe, caso contrário a surpresa não chegaria a dia 19 ). 

Ser Pai e fazer anos no mesmo dia faz-nos reinventar. Pelo menos a mim que gosto de surpreender sempre pela positiva. Como gosto de surpresas, gosto de surpreender e quando a pessoa merece, aí eu viro palhaça num circo montado neste nosso T3. Pelo menos de falta de imaginação o Engenheiro cá da casa não se vai poder queixar. Este dia vai ser todo dedicado a ele e às suas tarefas diárias...iihihihi...olhá a curiosidade  falta uma semana...

E por aí como costumam passar este dia? Já há miminhos feitos ou comprados? Temos mais pais aniversariantes? Ideias que por cá possamos implementar? 

Desliguem as TV's! Regressam os jogos de Tabuleiro...

11.03.19 | Liliana Silva

 

PhotoGrid_1552310191792.jpg

 

Aiiiii...é que nem sei o que sou capaz de dizer depois da noite de ontem. Não sei se me sinta Irritada porque dei por mim a assistir aos programas da SIC e da TVI... Envergonhada por o ter feito...Revoltada por ainda existirem conteúdos destes nas nossas grelhas de programação...Desanimada por saber que haverá muito boa gente a dar crédito a estes conteúdos...

Ora vamos por partes...

Resisti e falei mal assim que estes programas( Quem quer Namorar com o Agricultor? - SIC / Quem quer casar com o meu filho? - TVI) começaram a ser divulgados... na mesma medida em que não consigo achar piada ao "First Dates" ou ao "Carro do Amor", achei que estes novos programas seriam apenas uma tentativa de saber se os formatos "colavam" ao nosso quotidiano e consequentemente ao público português...mas a verdade é que eu vi. Ontem eu estava diante da TV e a curiosidade aguçou o bichinho de confirmar se isto iria mesmo para o ar...

Ora pois bem, parece que a "coisa" colou e numa mesma noite a televisão portuguesa foi ao fundo, literalmente!!

Tentando perceber os conteúdos de cada programa assisti a metade-metade e só conseguia dar por mim a achar aquilo tudo surreal! Quando numa mesma semana decretamos o dia de Luto pelas vítimas de Violência Doméstica e o Dia Internacional da Mulher, estes formatos são tudo, menos aquilo que não queremos para nós mulheres mas sobretudo para nós sociedade em geral. Não sou púdica, não me escondo atrás do "não vejo isso", não quero incentivar ou deixar de incentivar a visualização deste tipo de programas, mas realmente isto não vale o mínimo das nossas atenções. Certa de que esta gente que participa está lá por vontade própria (movidas muitas delas a promessas e dinheiro fácil) não posso deixar de avaliar que o ser humano está perdido, completamente perdido.

Perdoem-me os defensores deste tipo de programa. Não se sintam mal tratados por esta minha análise, que é tudo mas sobretudo pessoal. Vi as estreias, fui saltitando de canal em canal, mas não contem comigo para incrementar audiências de uma coisa que acho ridícula. A idade nisto das "piadas televisivas" também ajuda muito, e considero que estou a crescer. Porque se de vez em quando até posso consumir certos formatos considerados "lixo", hoje sou muito mais selectiva no que tenho diante dos olhos. E quando tenho de chegar ao ponto de tentar explicar a um puto de 6 anos o que são em concreto estes formatos, aí tirem o cavalinho da chuva porque para além de não haver explicação possível, só me apetecia apelidar isto com uns quantos adjectivos menos próprios à idade dele 

Acho que chegou a hora de tirar o pó aos jogos de tabuleiro, dar asas à imaginação e passar os serões de Domingo à noite em amena cavaqueira entre família. Com certeza que vamos ganhar experiências 

Carta ao meu filho HOMEM

08.03.19 | Liliana Silva

 

 

received_377861402793144.jpeg

 

Meu querido Tiago!

O mundo anda do avesso, acho que nunca se conseguiu erguer e manter uma postura certa, mas ultimamente tem sido demais. O mundo dos homens não tem conseguido defender aquilo que eles chamam de masculinidade. Mas onde há masculinidade quando se agride? Onde estão os verdadeiros homens quando matam? Onde se encontra a essência de um ser quando maltratam outro ser? Não se trata de géneros, trata-se da essência de cada um. E alguns trazem o interior podre de sentimentos.

As redes sociais enchem-se de críticas, de gritos de revolta, de manifestações de pesar. Por aqui sempre se ouviu dizer que entre marido e mulher não se mete a colher, mas o desenrolar do pano tem-nos dado outra perspectiva deste ditado popular.

Sabes filho...por aqui têm morrido muitas mulheres às mãos de homens, que de seres humanos têm muito pouco. Não há outra forma de perceberes isto daqui a uns anos. Digo-te que uma que fosse já era mau, muito mau, mas a verdade é que só este ano de 2019 já vamos com 12 mulheres assassinadas barbaramente às mãos dos seus homens, que desprovidos de essência se esqueceram que nasceram de uma mulher, que foi uma mulher que muito provavelmente lhes transmitiu valores de vida, que foi uma mulher que os alimentou, que lhes deu carinho e amor, que os protegeu das intempéries e amarguras da vida. Estes homens, loucos de raiva olham a direito e escrevem a sua vida em linhas tortas...não quero que sejas como eles.

As mulheres não precisam de ser tratadas com diferenças. As mulheres não precisam de mais amor, de mais respeito, de mais companheirismo. As mulheres não precisam de ajudas. As mulheres precisam de ser apenas elas próprias. Não precisam de mais ou de menos...precisam de ser iguais a tantos outros homens!

Enquanto és filho, lembra-te que esta tua mãe gosta dos teus miminhos tal como tu gostas de os receber!

Enquanto fores amigo, lembra-te que elas gostam de gestos bonitos e atitudes de carinho tal como tu!

Quando te tornares namorado, lembra-te que tua companheira gosta de atenção e de palavras de incentivo tal como tu precisarás nas idades dos "avessos" e "problemas sem resolução", aqueles da juventude incessante.

Quando te tornares marido, lembra-te que a tua esposa não precisa de ajuda! Precisa que cumpras as tuas obrigações e conjuntamente consigam erguer uma casa onde um limpa e o outro lava, onde um faça a comida e o outro passe a ferro!

Quando fores pai, lembra-te que a tua filha precisa de saber o significado de respeito e amor próprio e que o teu filho precisa aprender que a capa do SUPER pode e deve ser vestida por homens e mulheres, tal e qual como eu tento ensinar-te todos os dias da nossa vida comum.

Quando surgir a hipótese de seres tio ou avô lembra-te de passar a tua experiência de vida aos que por cá vão ficando. Lembra-te que uma mulher brilha em dias escuros, ri quando todos choram, dá vida a outras vidas, cuida quando está ela própria doente, abre os braços mesmo sem forças e passa muitas vezes a  viver com o coração fora do peito. As mulheres não precisam de um dia para ser lembradas!!! Precisam que se lembrem que elas existem em todos os dias. 

Desistir não entra no nosso dicionário!