Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

06
Mai18

É a ti que devo este "emprego"

Liliana Silva

IMG_20171120_085952818.jpg

 

 

Parvoíce das parvoíces...mas não estaria a "comemorar" este dia se não existisses. E a grande verdade é que pensei demais na altura de te dar existência. Não, não me minto, não te minto, nem vos minto...equacionei a hipótese de não existires e consequentemente hoje, provavelmente, não me chamariam de Mãe. 

É a ti que devo este estatuto e a ti te agradeço o que sou hoje. Tenho uma grande dívida de gratidão para contigo e quem me conhece bem e só mesmo bem sabe que foste, és  e serás sempre a minha tábua de salvação!

Por isso hoje, neste dia da mãe, sou eu que te agradeço!

Obrigada filho pequenino de coração grande!

Obrigada por me teres resgatado do buraco escuro e frio.

Obrigada por me teres feito crescer, ainda que à pressão,obrigada!

Obrigada por tudo o que me ensinas com o teu carinho, com as tuas birras, com o teu mau feitio e com a tua doçura musical.

Obrigada por me ensinares a caminhar lado a lado contigo.

Obrigada por me perdoares sempre que te peço desculpa.

Obrigada pelos longos passeios que damos.

Obrigada e desculpa!

Desculpa se grito demasiado, se exijo demasiado, se me chateio demasiado. 

Desculpa se te devia educar melhor(mesmo achando que não há fórmulas comprovadas para isso)

Desculpa se em dias de festa te dou mais doces do que devia.

Desculpa se te mando desligar a música mesmo tu querendo ouvir mais e mais.

Desculpa se nem sempre reajo bem às tuas pilhas carregadas 24h dia e 7 dias por semana. 

Desculpa por ainda não ter aprendido a lidar com a tua falta de vontade para dormir.

Desculpa porque por mais e melhor que faça nunca estarei à altura do que me deste quando nasceste.  Obrigada por me fazeres ver e acreditar que o AMOR VERDADEIRO E GENUÍNO afinal existe mesmo e quebra todas as barreiras desde o abismo à solidão. 

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D