Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

10
Ago17

E se eu for viciada em ti?

Liliana Silva

 

10.jpg

 

Que culpa tenho eu de te querer demais?

Que culpa tenho eu de me viciar na tua presença e de me entristecer com a tua ausência?

Que culpa tenho eu de querer estar sempre mais e mais contigo? De querer que estejas sempre ao meu lado? De querer fazer contigo tudo o que possa, mesmo que isso implique mais cansaço, mais confrontos e menos tempo para as minhas coisas?

Confesso que posso até parecer egoísta, mas não é isso. E não é isso, apenas e só porque preciso da tua presença, porque gosto que me acompanhes, porque não gosto de perder as tuas reações, as tuas "saídas" e as tuas aventuras. E neste mundo enorme cada esquina traz vivências novas.

Podia deixar-te com muitos, todos te querem e tu és de fácil relação...ir às compras por exemplo seria mais fácil mas não teria tanta piada quando me ajudas a colocar as compras no tapete... ir ver de roupa ou calçado seria mais tranquilizante (assim o dizem sobre nós mulheres), mas não soltaria aquelas gargalhadas imensas quando teimas em experimentar a roupa de criança mas també a de adulto...sair à noite todas as semanas traria a componente social que a bem ou mal se perde um bocadinho quando temos filhos, mas nós habituámo-nos a levar-te e assistir ao teu à vontade com tudo e todos é delicioso.

Sei que para tudo deve haver um peso e uma medida e que devemos colocar a balança com o peso certo para a equidade funcionar na sua perfeição em tudo e até nisto. Nunca ultrapassei limites, quando vejo que não posso, quando vejo que não deves, quando creio que é necessário afastamo-nos por horas, porque não sou de todo egoísta. Mas de resto continuarei a querer que estejas sempre comigo, que faças parte do meu dia e da minha noite, que possamos rir juntos das trapalhadas, que nos possamos zangar quando te chamo desalmadamente e tu não ouves, que possamos lembrar sempre que juntos a vida custa muito menos a passar.

Dedicar-te-ei sempre o meu tempo...palavra preciosa e tão escassa. 
Dedicar-te-ei sempre o meu tempo,seja ele pouco para descansar,pouco para ler,pouco para cozinhar,pouco para passar a ferro ou até mesmo para desanuviar.
Dedicar-te-ei sempre o meu tempo mesmo que não sobre para mim,para os meus afazeres ou para o meu espaço. 
Dedicar-te-ei o tempo que precisas para rir,chorar,correr,brincar,jogar ou até fazer birras. 
Dedicar-te-ei o meu tempo porque até a dormir fazes parte dele...e porque sei que o teu tempo futuro terá cada vez menos tempo para mim. Sou tua em todo o teu tempo e tu és meu no tempo que achares que continuo a aquecer o teu coração  

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D