Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

19
Abr18

Estarei a criar um pequeno "ditador"?!

Liliana Silva

 

IMG_20180414_112816505.jpg

 

48h de sol e tempo mais quente chegaram para me extrair as forças, para me alagar em lenços de papel, para me cansar de espirros e comichões...chegaram as malditas alergias e estes próximos tempos não serão facéis para este lado de pessoa grande...

Apesar de tudo isto, e dado que andávamos os dois a pedir o bom tempo, decidi que iríamos aproveitar estes primeiros raios de sol ao máximo...e temos feito isso mesmo. Desde idas ao parque infantil, ao jardim, andamos a regar meio caminho até à escola e até já fizemos um mini piquenique. Temos ido para casa, quando o relógio me avisa que ainda tenho mais meio dia pela frente e é aqui que a porca torce o rabo. Ele está a ficar mal habituado...e eu estou a ficar "desiludida". Tenho-lhe dado todo o meu tempo disponível, aliás como sempre faço, mas ultimamente ele não fica satisfeito com nada. 

A cena é mais ou menos esta...eu chego e digo o que estou a pensar fazer e todo ele é alegria, agarra-se a mim, dá-me beijinhos, agradece, consigo até ver o brilhozinho nos olhos dele com as minhas sugestões de final da tarde. Mas dura o tempo exacto até eu dizer a frase "temos de ir para casa". Aqui a cena muda de figura e ele, todo mimoso e carinhoso há uma hora atrás vira um pequeno ditador com frases "menos próprias". Nada de grave, e sei de antemão que aquele "não quero" ou "não vou" ou até mesmo o "não mandas em mim porque ainda quero ficar a brincar mais um bocadinho" fazem parte daquela idade em que se pudesse montava a tenda e dormia ao relento só para fazer coisas e explorar sítios. Mas a verdade é que mesmo que o consiga levar para casa, lá a coisa não melhora e tudo o que lhe possa pedir vira motivo de chatices.

Ontem "bati com a porta" e expliquei-lhe por A+B que as coisas nunca podem ser como queremos e se ele não souber dar valor ao esforço que eu faço por ele eu também não vou ceder às birras que tem feito.

A verdade é que tenho noção que lhe faço grande parte das vontades, até nestas pequenas coisas de andarmos a "laurear a pevide" só para aproveitar o tempo, o que para ele será sempre pouco, mas até quando é que ele achará pouco? Sinto que por muito que faça, ele exige sempre mais e pior que isso é que noto que nunca fica 100% satisfeito...

É uma fase...também sei disso...e como tal espero que passe tão rápido como veio. Isto de termos quase dois meses de chuva deu-lhe cabo dos pequenos miolos que tem e agora quer exorcizar todo o tempo em que esteve mais parado  

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D