Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

21
Jul17

INTUITO DE MÃE...E AS CRITICAS QUE SE LIXEM

Liliana Silva

12195837_10208043751521310_6350189016507917397_n.j

 

Porque é que somos tão “boas” e rápidas a criticar?

Continuo a achar que somos um bicho difícil de domar, e perdoem-me a expressão mas realmente acho que é quase impossível.

Se já somos complicadas a gerir a relação mulher/mulher, no que toca à maternidade isto dá pano para mangas e motivos para muitas discussões.

Ora é a maneira como se engravida, ora é opção de parto natural ou cesariana, ora é a escolha de amamentar ou não amamentar, ora é se fazemos exercício e cuidamos do corpo enquanto grávidas ou pelo contrário se nos desleixamos um pouco mais e colocamos as nossas prioridades no recém-nascido. As temáticas são variadas, os conflitos crescem de dia para dia, e continuamos sistematicamente a ter necessidade de impor a nossa opinião de maneira a que a outra, mulher, mãe, companheira se sinta sempre mal com as escolhas que fez ou com as opções que teve de tomar.

Ser Mulher não é isto, mas ser Mãe muito menos. E hoje em dia tornou-se vulgar o culto à crítica, ao achar que estamos a fazer melhor, ao dizer que não é o mais correcto ou o mais apropriado. Mas afinal há mães perfeitas? Na minha humilde opinião e enquanto achar que não há ser humano perfeito, muito menos poderá existir uma Mãe que seja perfeita. Há alguma fórmula que os livros já nos tenham ensinado? Algum professor catedrático que o saiba? Tenho em crer que não e por tal tenho aversão à facilidade com que nós, mães nos conseguimos atingir a todas sem um pingo de sensibilidade.

Quem disse que ser mãe era simples, fácil, maravilhoso, encantador...enganou-se!! Enganou-se redondamente...porque ser mãe não é simples, não é fácil e não é maravilhoso. Ser mãe é daquelas tarefas que ou tens muito muito muito para dar ou então simplesmente não dá. Ser mãe é a mais nobre das profissões, a mais exigente, a mais satisfatória. Ser mãe é ser vida...é dar vida...é dar ar...
Ser mãe é passar a viver com o coração nas mãos, com o credo na boca, com as mãos na cabeça e com os suspiros na alma. Ser mãe é pura e simplesmente SER...Ser cuidador, protector, com amor para dar esperando única e simplesmente uma coisa...o sorriso verdadeiro, sincero, caloroso...um sorriso de "sou feliz", de "estou bem", de "aquele caminho é o certo, obrigada", de "é bom estares sempre aqui". Ser mãe é ser assim, imperfeita nas perfeições dos nossos rebentos!

Portanto minhas queridas amigas, consultem as vossas mães, as vossas amigas, as vossas médicas, ou até mesmo aquele grupo a que pertencem muitas mães nas redes sociais, mas façam um favor a vocês mesmas, sigam os vossos instintos maternais, e sobretudo não se deixem afectar com opiniões e decisões que as outras, tão mães quanto nós, nos podem transmitir. Só o vosso poder interior terá capacidade de aguentar o que vem de fora. É isso que faz de nós mães, o facto de termos a capacidade única de querer dar sempre o melhor de nós aos nossos filhos.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D