Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

O balaço sempre provisório

05.09.17 | Liliana Silva

2012 foi o ano de mudanças radicais 2012 trouxe novidades extremas e inesperadas 2012 conseguiu plantar no meu coração um misto de felicidade e revolta 2012 foi um ano de perdas e conquistas 2012 perdi a minha mãe e ganhei o meu filho 2012 foi há já 5 anos e desde aí que me tornei numa pessoa diferente É por isso que depois de 5 anos há balanços qie posso e devo fazer, única e exclusivamente para continuar esta minha caminhada com a certeza de que dei sempre o meu melhor. Ou será que dei mesmo?! Talvez sim talvez não. Acredito que ninguém é perfeito e eu também não o quero ser. Dá trabalho tentar ser perfeito. Dá trabalho ser o melhor. Dá trabalho ser exímio e irrepreensível. E não é que tenja medo do trabalho, do esforço ou da dedicação para tal. Simplesmente acho por bem viver a vida o melhor que sei e posso. E é isso que tenho feito nestes últimos 5 anos. Aprendi que por muito que trabalhemos a vida,ela tem sempre os planos já traçados para nós...vai daí resta-nos apanhar a onda e remar como melhor sabemos com o único objetivo de ser feliz. 2012 marcou a diferença. 2012 colocou no meu caminho um ser e uma estrela. Juntos eles são a força do meu querer e da minha vontade de seguir em frente. 2012 ensinou-me a ser mãe, a ser mulher, a ser filha. 2012 mostrou-me que por eles sou tudo e faço tudo. 2012 confirmou que continuo uma pessoa revoltada mas acima de tudo capaz de colocar o amor em primeiro plano. 2012 será sempre o ano da minha reinvenção, do meu renascimento e da minha renovação.

20170903_152338.jpg