Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

13
Out17

O Gato Preto debaixo da Escada com Facas Cruzadas

Liliana Silva

13.jpeg

Outubro

Dia 13

Sexta-Feira

Sexta-feira 13 no mês do Hallowen tem tudo para dar certo desde que não haja azares para o lado dele.

Não sou muito supersticiosa neste campo, não me irrito com gatos pretos, não me incomoda passar por baixo de uma escada, até gosto muito do número 13 e não o considero um dia de terror, partir coisas é mais comum do que aquilo que se pensa mas por acaso ainda dou por mim a bater 3 vezes na madeira quando espero que as coisas não aconteçam (situação a melhorar).

Hoje dei por mim a pensar nesta sexta-feira 13 e naquilo que mais me afecta e percebi que as sextas-feiras 13, tal como os outros dias da semana, do mês e do ano só me afectam quando por exemplo percebo que contigo algo não está 100% bem. Pois é, lá vem o blá blá blá da maternidade que afirma que desde que somos mães as prioridades mudam e as preocupações passam a estar centradas nos nossos filhotes...pois é blá blá blá mas é assim a mais pura das verdades. E nesta sexta-feira 13 o que mais me incomoda  é que pela correria dos tempos não poderei passar o dia contigo, não poderemos almoçar juntos, não teremos a tarde para brincar no parque ou andar de bicicleta. 

E nas outras sextas-feiras, e nos outros dias, e nos outros meses e em todo o ano aquilo que mais quero é que não fiques triste, é que não fiques doente, é que não te falte o carinho, a atenção e a dedicação. Isto para mim são azares e azares pelos quais muitas crianças, meninos e meninas têm de passar. Em todas as sextas-feiras, dias 13, em todos os dias e em todos os meses há crianças a lutar pela vida quer seja numa cama de hospital, quer num qualquer campo de combate, em todos estes dias há crianças dotadas ao abandono e privadas daquilo que nunca lhes devia faltar: o amor verdadeiro com tudo o que isso realmente implica.

Azar é não ter comer 

Azar é não ter roupa para vestir

Azar é não ter um tecto e paredes para nos abrigar

Azar é viver rodeado de bombas e tiroteios

Azar é estar numa cama de hospital

Azar é não ter família

Azar é não ter AMOR

:)

Hoje é mais um dia de tantos dias em que, se estiveres bem, eu estarei bem. E se o azar bater à nossa porta que escolha sempre o meu lado, para que possas viver mais sextas-feiras 13, para que possas brincar na rua com os gatos pretos, para que continues a cruzar as facas à mesa. 

  

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D