Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

O regresso às rotinas e a vontade de ficar

03.01.19 | Liliana Silva

 

received_1942941619135079.jpeg

Sabia que ontem seria um dia mais "complicado" de gerir para ele...

Não gosto de massacrar muito com estas frases, mas ontem lá tive de o relembrar que "amanhã já é dia de escola, temos de arrumar tudo e deitar cedo para acordares fresco e fofo )...

No fim dava por ele a vir perguntar se "é mesmo hoje que acabam as férias?!"...e pufff lá tinha eu de ser a alavanca de notícias menos animadoras e dizer-lhe a verdade assim de mansinho para não o stressar assim tanto. Ora vejamos, se até a mim me custou regressar depois destas festividades, quanto mais a um miúdo que brincou tanto quanto pode, passeou muito, andou de bicicleta, fez os seus inúmeros espectáculos, enfim, tudo o que ele quis ele fez e terminar tudo assim, regressar à normalidade de dias mais rotineiros gera uma certa nostalgia. Tentei amenizar a coisa... jantou a assistir ao espetáculo (modo repeat) de fim de ano do Tony Carreira, ultrapassámos a hora habitual de deitar e deixei que adormecesse na nossa cama...lugar onde se sente mais tranquilo. Depois da história deixei-o conversar. Sabia que era importante para ele, sabia que ele tinha algo para me dizer. Perguntei-lhe se estava bem e se podíamos finalmente dormir e descansar...

A resposta deixou-me com o coração apertadinho de tanta vontade de o abraçar...

"Sabes mãe, sei que tenho de ir à escola, e tu trabalhar, mas sabes, tinha era mesmo vontade de ficar aqui contigo. Fizemos tanta coisa estes dias que eu queria repetir sempre e mais. Mas como tu dizes há tempo para tudo, e logo logo vem o fim de semana e estamos juntos outra vez assim muito juntinhos."

Depois disto?! Abracei-o e adormeci por momentos com ele. Hoje ao acordar a conversa repetiu-se. Acho que precisavamos os dois de interiorizar isto. Ele lá ficou na escolinha, com um beijo na palma da mão para encostar à face sempre que sentisse a minha falta e eu entrei as nove da manhã com uma vontade imensa que o tempo voasse até as seis da tarde e poder estar com ele outra vez.

O desapego trabalha-se aos poucos e com os filhos nunca o conseguimos por completo...mas a vida continua, as rotinas fazem parte, as exigências estão por cá e como não jogo no Euromilhões tenho de contentar com os dias de férias que posso ir tirando para me aproveitar do miúdo e o miúdo de mim.

Venha de lá mais um ano a fazer cumprir objectivos, mas sobretudo um ano a carregar o coração de bons momentos.

4 comentários

Comentar post