Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

06
Out17

Quero dormir mais um bocadinho mamã

Liliana Silva

20170425_221529.jpg

 

 

 

O meu rico filhinho não tem um bom acordar. Talvez vá, eu até equacione a hipótese que ele sai à riquinha da sua mãe, visto que acordar cedo, obrigada, e com despertador não é de todo para mim. Como diz a frase "ao pequeno- almoço preferes leite ou café? Eu prefiro mesmo que não falem para mim"...pois sim...vá...acho que o meu riquinho vai pelo mesmo caminho. Big problem?! É que sou eu que o acordo, sou eu que levo com aquelas birrinhas e choros sem jeito, sou eu que tenho de o procurar no meio dos lençóis 20 ou 30 vezes, tantas quantas o vá destapar e vire costas para ir buscar a roupa. E sou eu que repito vezes sem conta a famosa frase "já estamos atrasados ohhh pirralho".

Ora pois bem, experimento todos os dias deitá-lo cedo...sem sucesso...como tal não me posso guiar pela máxima, deitar cedo e cedo erguer, porque não é de todo verdade meus amigos.

Técnicas ou tácticas? Uiiii...conversa de pano para mangas...mas cá vai aquilo que tento fazer e que por dias até dá bons resultados:

 

- Música: acordá-lo com música é quase meio caminho andado para o fazer "abrir a pestana" e po-lo de bem com a vida no instante seguinte que lhe digo que é hora de levantar.

 - Perguntas: a técnica das perguntas é meio controversa. Porque não podem  ser umas perguntas banais. Têm de ser daquelas perguntas para lá do sim ou não. Têm de ser perguntas que o obriguem a responder no imediato porque lhe criam uma excitação tal que ele tem necessidade de responder. O caso dos dias em que sabe que vai numa viagem da escolinha ou o caso dos dias em que alguém que ele gosta muito vem visitar-nos. O caso até de inventar algo com os amiguinhos especiais (peluches) e perguntar-lhe se durante a noite viu ou ouviu alguma coisa...tipo entrar numa imaginação fértil.

- Escolhas: colocar 2 indumentárias na cama e pedir-lhe que seja ele a escolher o que quer levar vestido para a rua

- Miminhos: esta é relativa...vá muito relativa...creio que os meus mimos ainda o fazem ficar com mais sono pois adoro as festas nas orelhas, as massagens nas costas, os "cafunés" na cabeça...sim por vezes fá-lo rir e daí acordar mais rápido mas noutras vezes...SEM HIPÓTESE.

- Troca de papéis: chamá-lo da minha cama e pedir-lhe para me ir acordar, ou dizer-lhe que pode ir acordar na minha cama. Fá-lo abrir os olhos, caminhar um pouco e isso quebra ali a preguiça que o corpo adquire com o sono.  

Sim eu sei, são as minhas muletas na hora de o acordar, na hora de o por fora da cama, na hora em que eu sei tão bem que só mais meia horinha servia para restabelecer o nosso bem estar. Também já experimentei acordar mais cedo mas sem sucesso, acabo sempre por perder o tempo a mais em "minhoquices" que depois nem eu sei explicar.

Conclusão das conclusões?! Espero que os vossos riquinhos acordem bem dispostos e preparados para o novo dia de cada manhã. Por aqui o que custa mesmo é o desperar e o sair de casa. Depois disso...as pilhas carregam na máxima voltagem e só descarregam quando já não há mais margem de manobra para a hora da cama. 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D