Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ele, o microfone e a mamã

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

"Radicalismos" de uma mãe galinha, rabiscos e cantorias do pequeno príncipe T e vida, muita vida para vos mostrar. No nosso T3 vivemos e sorrimos muito.

Ele, o microfone e a mamã

13
Fev18

Virei palhaça nas tuas mãos!!

Liliana Silva

IMG_5474.JPG

 

Estão vocês a pensar que com este título a coisa descambou a sério e vou queixar-me "à fartazana" de alguém ou de qualquer coisa...

Estão vocês a achar que rebentou a bolha da minha boa vontade e da minha simpatia peculiar...

Não fiquem preocupados...porque tudo tem o seu lado bom e este é com certeza dos melhores.

Está aí a rebentar o mês de Fevereiro, mês de confetis, serpentinas, partidas sem graça...está aí o carnaval.

Ora vamos lá conversar sobre esta data que fez muito sentido na minha infância, deixou de o fazer quando virei adolescente e agora adulta e que voltou a ganhar terreno com a chegada do mananeco.

Tive uma infância de ouro, sempre fui muito mimada, sempre tive (a muito custo eu sei) muitas das coisas que queria e fui privilegiada em muitos outros aspectos da minha vida de criança. O carnaval não era excepção e apesar das dificuldades financeiras, tinha em casa umas mãos de fada que me fez o vestido de princesa que eu tanto queria, que conseguiu arranjar emprestado o fato de Dartacao que meti na cabeça querer ou a indumentária da pierrot que na altura tanto se usava. Não faltou, está claro o fato de palhaço ou chinesa que também conseguiram arranjar. E eu gostava daquela altura, como qualquer criança vibrava com a época e todos os anos era uma verdadeira alegria. Sabem até o trabalho a que se dava a minha mãe? De guardar todos os papelinhos do furador do trabalho para poder deitar pelas ruas fora...ora digam lá se já na altura não me faziam sonhar alto e acreditar que tudo é possível?

Com a chegada da adolescência a coisa corta-se...e passa a ser tudo ambiente de criança...a magia deixa de fazer sentido porque se queremos ser grandes temos de nos deixar de palhaçadas...e quer queiramos ou não isto de "brincar ao carnaval" perde-se com o tempo...

Eis que surge um pequeno ser que me faz reviver tudo novamente, que me faz voltar a vibrar com as épocas do ano, que até me faz guardar os papelinhos do furador para que tenha ainda mais animação...ele chegou e com ele veio esta minha veia à muito escondida pela idade. Por aqui já tivemos um pirata, um Robin dos Bosques, um Homem-aranha e uma divertido palhaço contente. Só não o vesti ainda bebe (e já me arrependi profundamente disso) porque ainda andava na altura de me reorganizar mentalmente. Vamos para o quinto ano consecutivo...já temos disfarce e adivinhem? Este ano até eu estou a ponderar seriamente arranjar um fato para viver com ele esta animação. Louca?! Maybe...mas a verdade é que com ele voltei a reviver momentos felizes e por ele tornei-me mesmo numa verdadeira palhaça...provas disto? Não queiram assistir a certas figuras lá do nosso T3 porque iam ter razões mais que suficientes para gargalhar com muita vontade.

E por aí? Como festejam esta altura do ano? Ou simplesmente não vos diz nada?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Links

  •  
  • Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2017
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D